Home

Home
"Bem-Vindo!"

   

   
"Não posso estar fraco e triste, pois a alegria do SENHOR é a minha força"

  

  
"É possível ofertar sem amar, mas é impossível amar sem ofertar"

Prêmios Recebidos

Prêmios Recebidos
"A terra é insultada e oferece suas flores como resposta."

O Som do Silêncio

domingo, 27 de fevereiro de 2011



Minha fase de solidão...

O silêncio: algo tão presente na nossa vida, mas com o qual muito poucos sabem lidar, poucos mesmo. Tenho pensado muito nesse assunto nos últimos dias...

Quando digo silêncio, me refiro a um estado que vai além da ausência de sons – algo que se aproxima mais da solidão a que eu estou vivendo ultimamente por opção própria... 

Sei lá, ando tão inconformada com algumas situações, que resolvi viver o tempo do silêncio...

O silêncio nos incomoda. Sentimos-nos mal quando ficamos sozinhos – seja numa festa, enquanto todas as outras pessoas conversam, seja em casa, quando não há mais ninguém por perto. No primeiro caso, o sentimento é de exclusão, no segundo, de estranhamento.

E, caso você seja semelhante a mim, você também não fica nesse estado por muito tempo. É angustiante. Tem de haver algum barulho – é muito mais confortante. Dessa forma, você entra em alguma roda de conversa, telefona para alguém, ou busca por algo bem mais sutil – que não produz nenhum som, mas ecoa lá dentro de nós – como, por exemplo, a leitura de um livro...

E o mais contraditório é que é justamente no silêncio que Deus se revela. É justamente no silêncio que podemos ser nós mesmos, para nós mesmos e para Deus. É justamente no silêncio que aprenderemos mais sobre nossa essência e a de Deus.

No caso, a lógica é contrária ao instinto. Achamos que Jesus sofreu ficando 40 dias no deserto e muitas outras madrugadas sozinho. Ledo engano! Ele sofreria muito mais se não fosse assim.

Mas não me entenda mal. Não estou dizendo que você não pode buscar a Deus no barulho do ônibus indo para a faculdade, trabalho, nem que ELE não pode se revelar a você em uma música. Conforme já disse no início, o silêncio a que me refiro é mais um estado de espírito do que uma ausência de som, apesar de que o último desmascara o primeiro...

Muito menos estou sendo contra a socialização em uma festa (muito pelo contrário: se você está numa reunião de pessoas, creio que você não deve desperdiçar a oportunidade de crescer em amor com as pessoas presentes) – só estou afirmando que o ficar sozinho não deveria ser incomodo para nós.

Falando por mim, definitivamente não sei conviver com essas situações (estou aprendendo). Mas, pensando no longo prazo, com certeza seria melhor desarmar e aprender a lidar com ela.

Silenciosamente se instalou na minha garganta um grito que tem me feito caminhar por entre as madrugadas, tentando sobreviver nesta sociedade tão barulhenta, discriminatória e tão desprovida de afetos... 

“Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflição, mas tendes bom ânimo; eu venci o mundo”. Jo 16: 33.

MC

7 comentários:

Anônimo disse...

Sabia que hoje fui ao culto e você disse quase as mesmas palavras que o meu pastor me disse?
Obrigado!
Me chamo Jurandi e moro em Vista Alegre RJ, e vc mora onde irmã abençoada?
Na Paz de Cristo

01 março, 2011
Ana disse...

Esperar a resposta de Deus, requer silencio e paciencia.
Canal de benção esse blog
Deus te abençoe
Bia

01 março, 2011
Encontrei disse...

queria divulgar o meu blog!
fiz para os jovens cristãos!
http://euencontreijesus.blogspot.com/

11 março, 2011
Márcia Correia disse...

^.^
Recado dado...recebido e retribuído com o meu amor... OBRIGADA pelas visitas aqui.
Beijinhos

Mara Criscae disse...

Estou sendo extremamente confortada com suas palavras, tenho estado exatamente assim, quero o silêncio, não falo do silêncio que está lá fora, mas, desse que está aqui dentro. Para que eu possa ouvir, experimentar, desfrutar de momentos na presença Dele, o Meu Amado Espírito Santo. E deixar que Ele se Revele a mim. E como precisava disto.
Obrigada, Márcia, por partilhar de momentos que muitos não entende ou compreendem.
Que Deus te abençõe, shalom!!

29 março, 2011
Taninha disse...

Amém!!! Concordo em tudo... especialmente que Deus se revela através do silência, de forma mt particular... eu sei e sinto bem isso! Na verdade, por mtas vezes, busco este tipo de "solidão" - o silêncio, a distância - para conseguir entender o que Deus quer de mim e através de mim... Amo muito o meu Senhor e qro muito a Sua vontade.. mas mts vezes fik difícil aceitar certas coisas e entender outras.
Mas estou aprendendo que viver a vontade de Deus não requer entendimento completo das "coisas" e sim, CONFIANÇA de que Deus tem o CONTROLE de tudo em Suas poderosas mãos!! E mais: "... todas as coisas contribuem juntamente para o bem dos que amam a Deus.."
Deus é bom, perfeito... sabe bem o que faz!! E nos ama, isso já é mais que suficiente!!!
Bjão, minha pastora amada!!!

19 maio, 2011
Denise Malafaia Cerqueira disse...

Querida Márcia, já faz tempo que não entro aqui...!
Como é bom desfrutar palavras como esta.
Silenciar nossas vozes interiores é o nosso maior esforço. Quando nos calamos e ouvimos o que o Espírito fala ao nosso espírito, percebemos quanto tempo perdido com os nossos barulhos, né?
Como é bom quando conseguimos ouvir o que Deus tem pra falar, que paz!
Bjs no seu abençoado coração!

24 julho, 2011

Postar um comentário

Palavras são sementes!
Obrigada pelas sementes lançadas aqui no blog DEVOCIONAIS.
Deus te abençoe...
Shalom

 

Copyright © 2008 - 2009 ·Devocionais