Home

Home
"Bem-Vindo!"

   

   
"Não posso estar fraco e triste, pois a alegria do SENHOR é a minha força"

  

  
"É possível ofertar sem amar, mas é impossível amar sem ofertar"

Prêmios Recebidos

Prêmios Recebidos
"A terra é insultada e oferece suas flores como resposta."

Até o Fim da Vida!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

O salmo 121 é antes de tudo, uma linda declaração de confiança em Deus. Ele começa com uma pergunta:

"Olho para os montes e penso: Quem virá me socorrer?". Sl 121:1
Os montes são lugares altos e naquele tempo, lugares dos cultos idólatras em Israel. Eram chamados: ‘lugares altos”, onde pessoas adoravam os baalins, uma falsa divindade masculina tida como suprema pelos cananeus ou fenícios.

Seguindo esse maravilhoso texto, o salmista declara confiante: “Olho para os montes e penso: Quem virá me socorrer? O Senhor virá me socorrer, o Senhor que criou o céu e a terra”. Sl 121:1 e 2

Quantos de nós fazemos a mesma pergunta, quando estamos enfrentando ataques cruéis, angustias sem fim. Como somos tentados nesses momentos, a olhar para as circunstâncias. Colocamos nossos olhos, nossa confiança em pessoas e essas pessoas acabam se tornando verdadeiros ídolos para nós...

Assim diz o Senhor: "Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!". Jeremias 17:5

Fazer da carne o seu braço significa tirar os seus olhos do Senhor e confiar no homem ou nas circunstâncias. O salmista fala que o socorro dele vinha do Senhor que criou o céu e a terra. Não das circunstâncias e muito menos de homens, mas de Deus!

“Ele não deixará tropeçar ou cair. Ele vigia de perto cada um dos meus passos, sem cochilar”. Sl 121:3

Não estamos sozinhos. Todos os dias, horas, minutos, segundos e milésimos de segundos, Deus nos acompanha atentamente, bem de perto sem cochilar... Nos dando livramentos que muitas vezes achamos que Ele nos desamparou.

Conta-se que durante a segunda guerra mundial, uma viúva italiana ficou sem dinheiro para pagar os aluguéis da casa onde morava. Orou, clamou, jejuou durante muitos dias e nada adiantou. Em desespero, foi despejada pelo proprietário e obrigada a procurar abrigo em casa de parentes numa cidade vizinha. Logo após sua saída, a cidade foi totalmente arrasada por bombardeio nazista. Naquele momento, tudo tinha ficado muito claro para aquela senhora. O aparente silêncio de Deus, era para seu bem. Não precisava de tanta preocupação e angústia, se naquele momento, houvesse confiança no Deus Supremo de todas as coisas...

“É verdade! O Protetor de Israel não cochila nem dorme. O Senhor é o seu Protetor. Ele estará sempre ao teu lado para te defender ”. Sl 121:4-5

Quando lembro de meu paizinho, que já está na glória. Logo vem a lembrança de sua proteção. Era um homem forte de físico e muito determinado. A minha sensação de proteção perdurou até o momento de me casar e formar uma família. O simples fato de ele estar em casa, já me trazia tranqüilidade e segurança. Eu sabia que nada iria me acontecer, porque ele estava ali... Pertinho de mim, para me proteger.

Deus não dorme! O Senhor não cochila. Só que apesar de sabermos disso, muitas vezes agimos como se Deus não estivesse nos vendo ou nos ouvindo. Entramos em desespero, buscamos solucionar os nossos problemas através da força do nosso braço e não expressamos a confiança devida, naquele que é Soberano e pode todas as coisas. É um engano diabólico. Por trás desta sensação descrita, está a mentira do inferno. Porque o nosso Deus é um Deus que não é negligente.

Certa vez, durante uma noite quente de verão. Estávamos todos dormindo em casa, quando de repente ouve-se um estrondo no quintal. Apavorada, fiquei estática de medo. Meu pai deu um pulo da cama e foi ver o que estava acontecendo. Felizmente não era nada de muito importante. Apenas, um de nossos cães tinha derrubado um caixote no quintal. Lembro-me da pergunta que fiz ao meu pai – “Pai, você não estava dormindo?”, ele respondeu com um sorriso nos lábios – “Quem disse pra você, que eu durmo?!”.

“O calor do dia e o frio da noite não te farão mal algum. O Senhor protegerá a tua vida contra todos os males! O Senhor tomará conta de todos os teus passos, indo e vindo; Ele te protegerá até o fim da vida”. Sl 121: 6-8

Uau! “Até o fim da vida!”.

Tenha essa certeza... De que tudo que aparentemente acontece na sua vida e que, pra você, Deus não está vendo. Releia então este salmo 121... Até que essas palavras poderosas entre no seu interior, e produza confiança e certeza de que, Deus é um Deus "antenado" em você.

Shalom

3 comentários:

Ygor Dias disse...

amém, traz segurança saber que Deus cuida de nós...abraço irmã!Deus te abençõe!ah, naum desisti do blog naum...

25 fevereiro, 2009
Bianca disse...

Améééém!

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

Ele cuida sim!!!

Beijoooo

27 fevereiro, 2009
james disse...

.
Graça, e paz, e amor vos sejam multiplicados, amada irmã em Cristo, Márcia Correia

Temos um selo ("Vale a pena acompanhar este blog"), indicado ao seu belo espaço, visite nosso humilde blog e o receba...

Fraternalmente.

James, presbítero.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
...
..
.

27 fevereiro, 2009

Postar um comentário

Palavras são sementes!
Obrigada pelas sementes lançadas aqui no blog DEVOCIONAIS.
Deus te abençoe...
Shalom

 

Copyright © 2008 - 2009 ·Devocionais